Select Page

Liderança: velhos problemas, novas soluções?

16 de Dezembro, 2020

Paulo Finuras, PhD

Professor Associado no ISG Business & Economics School – Lisboa

Nas comunidades de caçadores-recolectores havia quatro problemas absolutamente essenciais para ultrapassar os desafios adaptativos dos grupos humanos (preservação e reprodução).

Esses quatro problemas formaram as condições de emergência das relações líder-liderados e da própria liderança enquanto tarefa a executar, correspondendo às principais tarefas de coordenação que estão na base do fenómeno da liderança humana. E quais são eles? Primeiro, temos a captação, alocação, distribuição e manutenção de recursos (equivalente às atuais atividades da gestão, administração ou governo); segundo, temos as decisões sobre onde acampar e caçar o, se necessário, para onde nos dirigirmos (o que corresponde ao que se pode designar por desafio estratégico relacionados com a movimentação dos grupos); terceiro, temos a questão do controlo da agressividade intra grupo que possa ameaçar a sua coesão (trata-se da questão da manutenção da paz e do relacionamento intra grupal) e, em quarto e último lugar, temos a necessidade de conseguir estabelecer relações e alianças com outros grupos e comunidades (ou, se quisermos, o problema das relações grupo interno/externo).

Estas atividades requerem, naturalmente, habilidades e capacidades dos liderados em termos de aceitação e compromisso, e qualidades de liderança em termos de mobilização, confiança, inteligência, visão, planeamento, sentido de equidade e justiça, integridade, equilíbrio emocional e tato para desempenhar e executar os papéis de liderança que lhe estão associados. Note-se que estas qualidades não tinham de ser todas possuídas pelo mesmo indivíduo, desde que fossem incorporadas nos processos e nas dinâmicas sociais dentro dos grupos.

Na verdade, ainda hoje é assim, mas o problema é que cada vez mais se exige a uma só pessoa estas mesmas capacidades e qualidade todas juntas e isso faz com que muitos líderes não consigam sê-lo e falhem.

E continuarão a falhar se os líderes escolhidos não estiverem adequados para os novos desafios que se colocam e, em particular, se não souberem rodear-se das pessoas certas que complementem e preencham todas as competências necessárias para o sucesso do grupo.

E não, não são aqueles que dizem sempre que sim ao líder sem nunca o contrariar que são os seus melhores colaboradores. Quando num grupo de seis pessoas, há cinco que veem a mesma informação da mesma maneira e decidem todas no mesmo sentido, pode ser crucial que a sexta pessoa contrarie todos, incluindo o líder.

E isto é a liderança natural a funcionar.

Outras Notícias

A importância da formação em gestão escolar

Em qualquer profissão, a expressão de maior relevância do momento é atualização contínua e na Educação não é diferente e configura-se na necessidade de formação contínua dos professores. Para todos, nos vários níveis de Liderança Escolar, desde a liderança do Diretor...

ISG e ZERO assinam parceria

Conscientes dos desafios que se colocam aos cidadãos na esfera da preservação do ambiente e na salvaguarda da equidade entre gerações, assente num modelo de desenvolvimento sustentável, o ISG e a Associação ambientalista ZERO celebraram um Protocolo de Cooperação. Uma...

As contribuições extraordinárias e os adicionais em 2022

"As contribuições extraordinárias e os adicionais em 2022" é o nome do mais recente artigo do Coordenador Adjunto da Pós-Graduação em Fiscalidade Avançada, Mestre Nuno Santos Vieira. Pode ler o artigo na coluna Fiscalidade Avançada, do jornal Vida Económica aqui....

Associados da APECOM com 10% de desconto sobre as propinas

Todos os Associados da Associação Portuguesa das Empresas de Conselho em Comunicação e Relações-Públicas têm 10% de desconto sobre as propinas! Não perca a oportunidade de investir na sua formação com as Pós-Graduações em Gestão de Marketing e E-Commerce....

Projeto Inspiring Future – Lisboa, Loures e Póvoa de Santa Iria

O Instituto Superior de Gestão começou 2022 da melhor maneira com a campanha de comunicação das licenciaturas em Lisboa, Loures e Póvoa de Santa Iria. Durante a semana de 10 a 14 de janeiro, estivemos presentes em várias escolas, em parceria com a Inspiring Future,...

Projeto Criar Saberes 2021|2022 – Colégio Santo André

O Projeto Criar Saberes 2021|2022 continua com as escolas do nosso país. Esta segunda-feira, dia 17 de janeiro, os Alunos e Alunas do 12º ano de economia do Colégio Santo André acompanharam a Palestra Institucional, ministrada pela Dra. Alexandra De Brito Caetano,...

×

Bem-vindo(a)!

Contacte-nos pelo WhatsApp

× 969844241