O antes e o depois da implementação do sistema de gestão da qualidade

16 de Julho, 2021

Na atividade diária de uma organização existe sempre o antes e o depois de um acontecimento. Revista-se o mesmo de aspetos positivos e negativos, com os inerentes impactos, expectáveis e inesperados.

Quando uma organização decide implementar um sistema de gestão, seja de qualidade, de ambiente ou outro, procede a uma reflexão que inclua os ganhos que o mesmo comporta.

Importa ponderar, refletir e até mesmo questionar sobre as mais-valias que o sistema de gestão irá gerar para a organização, avaliar os custos de implementação, os benefícios, a operacionalização, os impactos nos colaboradores. Ainda que com muitas perguntas, sabendo que o objetivo visa: a melhoria contínua.

Tomada a decisão de avançar, é necessário comunicar a todos colaboradores e definir os passos e etapas a seguir. É necessário envolver, sensibilizar, formar, consciencializar, para o impacto que todos têm no sistema de gestão e quais as consequências positivas e/ou negativas. Com o envolvimento de todos, é necessário planear a mudança, as alterações a efetuar, refletir em critérios e métodos para assegurar que tanto a atividade como os processos são eficazes, de acordo com os recursos disponíveis e assegurando a informação necessária que suporte a operacionalização e a monitorização dos processos.

Impõe-se criar a dinâmica de planear, de implementar e controlar processos (necessários para satisfazer os requisitos para o fornecimento do serviço educativo), determinar e manter um conjunto de documentos operacionais, que garantam e gerem confiança de que o processo está a obter o desempenho esperado e evidenciem a conformidade do serviço educativo com os requisitos determinados.

Até que chega o grande dia, a realização da auditoria de avaliação por uma entidade externa, independente e que está a avaliar todo o nosso desempenho, conduz-nos a várias questões: “porque faz desta forma?”, “como se monitoriza?”, “qual o desempenho deste processo?”, “o que dizem as partes interessadas da vossa organização?”.

A Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade, segundo a NP EN ISO 9001 2015, é um processo de reconhecimento formal, que assegura o fornecimento de um serviço de forma consistente, conforme os requisitos requeridos por partes interessadas, incluindo os legais e regulamentares fomentando a melhoria contínua.

Estatisticamente, a probabilidade de um acontecimento está compreendida entre zero e um. Nesta escala compreendemos que para que a organização esteja perfeita, há um longo caminho a percorrer. Porém, com a ajuda de todas as partes interessadas (colaboradores, alunos, entidades parceiras, outras entidades), podemos chegar a alcançar resultados positivos que se revelem uma mais-valia para todos os envolvidos.

Os benefícios são vastos, desde a melhoria da imagem, a facilidade de comunicação interna e externa, a satisfação das partes interessadas, a prevenção de não conformidades e eventuais reclamações, entre outros.

O Sistema de Gestão assume-se como a ferramenta que nos orienta e nos impulsiona para a melhoria contínua, para a adequação e eficácia da nossa organização.

Conscientes de que a Qualidade não tem um significado popular, estamos convictos que ela representa o desiderato de “cumprir com as necessidades e expetativas das partes interessadas”. Fazendo um paralelismo com os nossos cinco sentidos e para cumprir com os objetivos, acabamos por falar de Qualidade, saborear a Qualidade, sentir a Qualidade, ver a Qualidade, ouvir a Qualidade e cheirar a Qualidade. Tal como um organismo funciona articulada e dependentemente, também um Sistema de Gestão Certificado, exige e evidencia o todo que a organização possui e representa.

Dra. Ana Maia, Diretora de Qualidade do ISG e Coordenadora da Pós-Graduação em Sistemas Integrados de Gestão: Qualidade, Ambiente e Segurança, para a Link to Leaders

Outras Notícias

Greenlight | Design Thinking Sprint – 26 a 30 de julho

O projeto Greenlight liderado pela INOVA+ e apoiado por uma rede de stakeholders nacionais e internacionais pretende esclarecer sobre a Política Agrícola Comum (PAC) e assumir um papel fundamental no panorama agrícola na União Europeia (UE) e particularmente em...

ISG: uma referência nacional

Num trabalho dedicado à economia, gestão e crédito tem de se falar do ISG – Instituto Superior de Gestão que tem uma história riquíssima! Foi a primeira business school em Portugal (fundada em 1978), sendo hoje uma escola de referência no contexto do ensino...

Newsletter de Julho Disponível

Quer manter-se atualizado e estar a par de tudo o que acontece no Universo ISG? Então subscreva a nossa Newsletter! Se é subscritor, a edição do mês de julho já está disponível no seu email. Faça já a subscrição em: www.isg.pt

Faz o Download da App MyISG!

Já sabes os resultados das tuas frequências? Com a App MyISG, estás a um clique de ver as tuas notas. Se correu mal, também podes consultar os dias e horas dos exames! Agora tens uma panóplia gigante de possibilidades na tua mão. Faz o download da App! Disponível para...

A escassez, os recursos naturais e as políticas “Fit for 55”

No seguimento da Lei Europeia do Clima, aprovada em abril, a Comissão Europeia anunciou o “Fit for 55” que conta com treze propostas legislativas que têm por objetivo reduzir em 55% a emissão de gases com efeito de estufa e uma poupança de energia de 32,5% até 2030. A...

Palestra Institucional ISG – Escola de Comércio de Lisboa

Decorreu no dia 21 de Julho, uma Palestra Institucional ISG com os alunos finalistas da Escola de Comércio de Lisboa. Os Alunos e Alunas finalistas, tiveram a oportunidade de ouvir a apresentação do ISG, via zoom, do Professor Doutor João Caldeira Heitor,...

ISG e APAVT celebram protocolo

O Instituto Superior de Gestão e a Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo celebraram um protocolo no âmbito da missão e dos objetivos das respetivas organizações, com incidência nas atividades educativas, formativas e de investigação. Disponibilizando...

×

Bem-vindo(a)!

Contacte-nos pelo WhatsApp

× 969844241